Episódio de hoje: Paixão e Relacionamentos (Parte 2)

Posted on Posted in Pontos de Atenção, Saga do Vendedor

Hoje nossos parceiros marcaram em um dos pontos mais legais de São Paulo, o Octavio Café que fica na Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.996.

Além de ser um ótimo lugar para bater um papo, promove encontros e cursos bem legais para manter o relacionamento com seus clientes e amigos.

E por falar em Relacionamento, é justamente sobre isto que nosso conselheiro e o vendedor de alto desempenho conversarão neste café.

-Como vai meu caro conselheiro?

-Vou bem meu amigo vendedor.  Muito bom este lugar.

-Sabia que gostaria. Eu lhe convidei para tomarmos um café aqui, pois quero saber um pouco mais sobre sua visão e opinião a respeito de relacionamento com o cliente.

-Será um prazer compartilhar contigo o pouco que sei sobre este assunto que gosto muito. Lembra-se quando falamos sobre o fluxo de vendas que eu desenvolvi?

proximidade

– Relacionamento _ Continuou o conselheiro_ é uma ligação afetiva, tanto profissional como amigável, que faz com que pessoas se unam em torno de interesses e objetivos comuns.

– Relacionamento, necessariamente, envolve convivência, boa comunicação e atitudes. Tudo isto deve ser recíproco, pois caso uma das partes não desenvolva estes atributos, o relacionamento se torna complicado e complexo.

– Mas eu lembro _ interveio o vendedor_ que em seu fluxo de vendas, a palavra confiança é extremamente importante. Pelo que entendi à época, o bom relacionamento só seria possível com a confiança em alta.

-Sim _ respondeu o conselheiro_ o relacionamento deve estar embasado, ou suportado não pela confiança, mas também deve estar pela empatia, o respeito e a harmonia entre as partes. A maneira como as pessoas se relacionam, faz parte do relacionamento interpessoal e a confiança deve ser a base.

-O relacionamento interpessoal _ continuou o conselheiro_ consiste na forma como se estabelece a comunicação entre as partes. Está associado à capacidade de interação e habilidade de saber aceitar as pessoas como elas são.

-Entendo _ falou o vendedor. Mas, aceitar as pessoas como elas são é muito difícil, não é mesmo?

-Sim, é. Pois temos a mania de projetar nas pessoas algo que esperamos que elas sejam e temos dificuldades em aceita-las como são de fato. Cada cliente é único. Nós podemos ser seres semelhantes, mas jamais seremos iguais.

-Relacionar-se bem com os clientes significa tratar da individualidade de seus interesses, carências e necessidades. Compreende?

-Sim, meu caro conselheiro, cada cliente é um cliente. Não devo agir de forma igual para atender pessoas diferentes.

-Isso mesmo, está ai a essência do relacionamento com o cliente. Mais difícil do que conquistar um cliente será mantê-lo por longo prazo. No nosso mundo corporativo real, o cliente tem necessidades diferentes, mesmo que o lucro seja o fator primordial. E muitos vendedores que conheço e treinei, continuam agindo e atendendo todos seus clientes da mesma maneira, com a mesma abordagem além do mais, tem uns camaradas que contam piadas e pior, as mesmas há anos.

-Olha meu caro conselheiro, quero lhe agradecer por mais este café e esta troca de ideias.

-Conte comigo meu amigo vendedor de alta performance.

-Até o próximo encontro.

 

Não perca o episódio da semana que vem, continuaremos a falar sobre pontos de atenção para um vendedor de alta performance.

 

Boas Vendas!

Sempre com cuidado, olhando para metas de venda/faturamento, margem de lucro e giro de estoque. Mesmo que seja serviço puro que você venda.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *